RESENHA – O Mar de Monstros, de Rick Riordan

ANO: 2009

PÁGINAS: 304

EDITORA: Intrínseca

AUTOR: Rick Riordan

GÊNERO: Ficção Fantástica Juvenil

ORIGEM: Estados Unidos

ATRIBUTOS:

+ Temática mitológica interessante

+ Agilidade de narrativa

+ Personagens carismáticos para os jovens

– Mesmo estilo simplista

– Roteiro muito vazio

No atual panorama do entretenimento, o que se observa é uma sucessão de hypes temporários, o filme, o livro famoso do mês. A popularização das ditas “modinhas” entre os jovens engloba o cinema, a música e,claro, a literatura. A sociedade vive em correria, absorvendo muitas vezes  repetidas fórmulas superficiais que nada trazem do verdadeiro valor da arte: pluralidade, alma, sentimento.

O segundo livro da mundialmente famosa série de Rick Riordan dá sequencia aos acontecimentos passados do herói adolescente Percy Jackson, que agora parte em uma perigosa jornada a fim de salvar o acampamento meio-sangue que habita, além de tentar salvar a pele do seu fiel amigo sátiro Grover. Bom, até aí tudo mundo já sabe.

A famosa série juvenil

Na resenha de O Ladrão de Raios, comentei que havia sempre aquele clima de sessão da tarde, que podia incomodar. Nesse aqui, tudo toma ares mais sérios, com poderosos dilemas existenciais. Porra, é claro que não. Tudo permanece do mesmo jeito, com a conhecida narrativa simples, fácil e curta, perfeitamente digerível para vender milhões. Até aí tudo bem. O problema é que a história está mais fraca e, consequentemente, mais vazia.

Não pretendo inferir, porém, que o livro é uma bomba. Ele cumpre muito bem o papel de entreter o leitor por algumas horas – até você comprar o próximo best-seller? – e tem algumas boas tiradas – só algumas -, além de uma temática muito interessante e de  exploração vasta. Mitologia é algo que agrada a muitos, inclusive a mim.

Constata-se, portanto, que a série é obviamente um produto de nosso tempo, tal como entretenimento enlatado (discípulo de Dan Brown?), não arte. Não é pecado consumir esse tipo de produto, a não ser que se esqueça totalmente das verdadeiras obras literárias.

Mar de Monstros vem com a intenção de ser veloz, fugaz e politicamente correto (pois é, o herói vai vencer…), e realmente consegue ser tudo isso, sem se tornar chato e trazendo uma diversão possivelmente prazerosa. Comparado, porém, com outros de similar proposta, não chega a ser algo tão notável, apesar do sucesso.

Tá, eu sei, o Rick Riordan continua rico…

Mas leva nota: 5,5

Anúncios

Publicado em segunda-feira,25 junho,2012, em Literatura, Resenhas Literárias e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: