RESENHA – Crônicas dos Senhores de Castelo – Livro 1 – O Poder Verdadeiro, de G. Brasman e G. Norris

Crônicas Senhores Castelo(AR)

 

EDIÇÃO: 2010

ORIGEM: Brasil, São Paulo

EDITORA: Verus

PÁGINAS: 236

GÊNERO: Fantasia

 

SINOPSE

Em um passado longínquo, um conflito épico foi travado em todo o Multiverso. Para garantir o futuro e o equilíbrio de todos os reinos, um grupo de combate especial, chamado Senhores de Castelo, foi criado. Depois de anos de guerras devastadoras, os Senhores de Castelo conquistaram a vitória e por mais de três milênios zelaram pela harmonia e pela prosperidade nos quatro quadrantes do Multiverso.

Mas a paz fica ameaçada quando a princesa guerreira Laryssa e seu companheiro androide tentam reativar a magia ancestral do Globo Negro, um artefato de grande poder.

Em meio a perseguições por seres grotescos e por um temível feiticeiro, o caminho da princesa cruza com o de dois poderosos Senhores de Castelo – Thagir, um pistoleiro com braceletes mágicos, e Kullat, um cavaleiro que manipula energia.

Tem início então uma eletrizante jornada, em que habilidades de guerra, magia e tecnologia decidirão o destino de todo um planeta.

RESENHA

O romance de fantasia vem, aos poucos, ganhando força no Brasil, catapultado por nomes como os de André Vianco, Raphael Draccon e Eduardo Spohr. Mesmo em meio à safra de bons lançamentos, ainda há um ou outro deslize (assim como em qualquer gênero, em qualquer mercado do mundo). O Poder Verdadeiro, da dupla curitibana G. Brasman e G. Norris, infelizmente é um exemplo destes deslizes.

O livro acompanha a jornada de Thagir e Kullat, dois Senhores de Castelo – mantedores da paz nos quatro cantos do Multiverso – em meio a um mundo fantástico e perigoso. Os dois precisam ajudar a princesa Laryssa e seu companheiro androide a protegerem o Globo Negro, um poderoso artefato que ameaça destruir o mundo onde vivem.

A edição da Verus é tecnicamente impecável, com uma capa chamativa, um lindo mapa, o sempre bem-vindo papel amarelado e bonitos desenhos internos, além de uma formatação agradável à leitura.

O cenário criado pelos escritores tinha, teoricamente, tudo para dar certo, já que esbanja criatividade e dá margem para inúmeras ideias – que ficam apenas na teoria mesmo. A trama apressada impede qualquer aprofundamento em relação ao mundo em que se passa a história, um defeito grave para o gênero.

O mesmo problema ocorre com os personagens do livro, descritos de maneira muito rasa, sem uma verdadeira aproximação para com o leitor. A impressão que se fica é a de que os dois são dois heróis vindos diretamente das páginas de um RPG, mas sem identidade própria, dotados de diálogos genéricos e personalidades inexpressivas.

Por esse ponto de vista, pode-se achar que o livro é um completo fracasso, mas ele tem lá as suas qualidades. A trama não é nada complexa, mas apresenta dinamismo e rapidez, as lutas são bem descritas, diversos elementos do mundo apresentado são interessantes (como alguns dos monstros que os heróis enfrentam) e existem algumas passagens muito bem escritas, como aquela que dá início ao romance.

Ainda sim, a impressão que fica é a de que o livro da dupla brasileira poderia ter sido muito melhor, caso houvesse sido aplicado maior esmero nas caracterizações e ambientações. Longe de memorável, O Poder Verdadeiro, primeiro volume da saga Crônicas dos Senhores de Castelo (que já teve a segunda parte, Efeito Manticore, lançada em 2012) é uma leitura simples, fácil e fugaz.

Se for isso que deseja, leia e divirta-se com um entretenimento divertido e passageiro. Caso esteja atrás de obras mais elaboradas, fique com aquelas escritas pelos autores citados no início da análise.

 

DE BOM E DE RUIM:

+ Desenvolvimento ágil

+ Lutas dinâmicas

+ Elementos fantásticos criativos

– Personagens rasos

– Ambientação escassa

– Simplicidade até demais

 

NOTA 6,0 – Não chega a ser realmente ruim, mas passa longe do memorável.

 

Anúncios

Publicado em quinta-feira,16 maio,2013, em Literatura, Resenhas Literárias e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Sinto que não tenham apreciado o primeiro livro.

    Só gostaria de comentar que ele foi escrito com foco no público de jovens e novos leitores (o objetivo inicial eram crianças de 11 a 13 anos, que podem usar este livro como uma porta de entrada para a fantasia). Além de deixarmos a leitura “simplificada” para facilitar para este público, também trouxemos vários conceitos “construtivos”, com mensagens que auxiliariam a construir o caráter destes jovens.

    Contudo, apesar da repercussão entre este público ser bem positiva, percebemos que nossa série teve uma grande procura por pessoas mais maduras (como o caso de vocês). Por isto, nos permitimos escrever o livro 2 com mais profundidade na história e nos personagens. “Liberamos” nossas travas para que o Multiverso ganhasse o porte que merecia.

    Espero que tenham chance de ler o livro 2 e experimentar o que realmente é o Multiverso castelar.

    De qualquer maneira, suas opiniões são válidas e eu agradeço por expressá-las aqui.

    Abraços
    Gustavo Brasman

    • Olá, Gustavo!

      Entendo suas considerações e as julgo válidas. Essa é uma opinião exclusivamente minha e está longe de ser uma verdade incontestável. Acredito sim que muitos tenham gostado da obra, até porque ela tem suas qualidades. Elogio seu profissionalismo ao vir aqui comentar numa resenha que critica sua própria obra, pois poucos o fariam. Saiba que meu desejo é sempre divulgar a Literatura a que tenho acesso e gerar algum debate acerca dela, longe de menosprezar qualquer trabalho. Espero sinceramente que continue publicando e não desista dos seus anseios literários. Muito sucesso em sua empreitada!

      Abraços
      Vitor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: