RESENHA – Morte Súbita, de J.K. Rowling

Imagem

EDIÇÃO: 2012
ORIGEM: Inglaterra
PÁGINAS: 504
GÊNERO: Romance
EDITORA: Nova Fronteira


SINOPSE

Quando Barry FairBrother morre inesperadamente aos quarenta e poucos anos, a pequena cidade de Pagford fica em estado de choque.

A aparência idílica do vilarejo, com uma praça de paralelepípedos e uma antiga abadia, esconde uma guerra.

Ricos em guerra com os pobres, adolescentes em guerra com seus pais, esposas em guerra com os maridos, professores em guerra com os alunos… Pagford não é o que parece ser à primeira vista.

A vaga deixada por Barry no conselho da paróquia logo se torna o catalisador para a maior guerra já vivida pelo vilarejo. Quem triunfará em uma eleição repleta de paixão, ambivalência e revelações inesperadas? Com muito humor negro, instigante e constantemente surpreendente, Morte Súbita é o primeiro livro para adultos de J.K. Rowling, autora com mais de 450 milhões de exemplares vendidos.

                                                                      

RESENHA

Morte Súbita já se tornou, sem dúvida alguma, um sucesso de vendagens. Graças, é claro, ao toque de Midas que J.K. Rowling possui, afinal, nada melhor do que ser a escritora mais bem paga da história.  E agora, depois de sete livros da série Harry Potter e três livros ligados a mesma, ela volta a lançar um título, porém com uma história voltada ao público adulto.

A história se passa em um vilarejo do interior da Inglaterra cujo conselheiro distrital sofre de morte súbita. Rapidamente o vilarejo tenta organizar uma eleição para suprir a cadeira vaga no conselho da cidade, o que desencadeia um sério conflito entre famílias e alianças, jovens e seus pais, cidades contra outras.

O que mais chama atenção em Morte Súbita é que mesmo depois de uma série inteira voltada ao público juvenil, Rowling consegue modificar seu estilo para algo mais sério e mais enxuto, mesmo assim é possível sentir por trás de suas palavras uma herança deixada pela antiga série. O fato é que de todos os personagens de Morte Súbita, os adolescentes são os melhores, mais bem narrados e detalhados, com emoções mais profundas e com pensamentos mais interessantes; talvez isso aconteça pelo trabalho ao redor de adolescentes de outrora, ou talvez seja pela autenticidade superior dos mais jovens em relação aos adultos, que preferem viver correndo atrás de seus sonhos e inspirações.

Morte Súbita tem uma grande quantidade de temas abordados (alguns pesados), mas acaba deixado de lado o aprofundamento nos mesmos. Tudo é volumoso e ao mesmo tempo superficial. A quantidade parágrafos e diálogos desnecessários também é algo irritante, muita coisa ali poderia ser simplesmente retirada e deixaria a história enxuta e leve (mesmo com um início extremamente voltado para a descrição exagerada de personagens).

O que não se pode desmerecer no livro é a profundidade em que ele põe o leitor. Não parece que a leitura é sobre uma vaga no conselho distrital de um vilarejo, parece que na verdade é uma leitura sobre a vaga de um presidente extremamente importante;  desta forma o narrador põe o leitor de frente aos desejos de poder (mesmo que local), desejos sexuais (sim, Rowling explora o sexo nesse livro, mais vezes do que se pode imaginar), aspirações pessoais e sensações de dever. Isso também se repete nos personagens mais novos, a diferença é a forma com que eles lhe dão com isso, fazendo esquentar ainda mais a guerra pela cadeira do falecido conselheiro.

Com prós e contras, Morte Súbita é um livro mediano, cujo início é extremamente monótono e o final surpreendente.  Todavia, vale lembrar que é o primeiro título adulto de Rowling. Ela demorou alguns livros na série Harry Potter para acertar o tom, o que não deve ser diferente dessa vez.

DE BOM E DE RUIM:

+ Personagens bem desenvolvidos (com ênfase nos mais jovens)
+ Trama bem desenvolvida
+ Muitos temas abordados, pesados ou não
– Pouco aprofundamento nos temas abordados
– Caracterização extrema e desnecessária

LIVRO NOTA… 7,0 – Um romance bem desenvolvido e que comete alguns erros

                                               Imagem

Anúncios

Publicado em domingo,2 junho,2013, em Literatura, Resenhas Literárias e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: